Estudar as nossas raízes faz parte de um processo de autoconhecimento...

Estudar as nossas raízes faz parte de um processo de autoconhecimento...
Pretende-se que este blogue se materialize num importante contributo para o estudo das famílias do Alentejo, com especial incidência nas zonas de Borba, Estremoz, Vila Viçosa, Alandroal e Redondo.





“A genealogia não deverá tornar-se num processo dissimulado de busca obsessiva por gente nobilitada, socialmente distinta, mas antes como um veículo facilitador do conhecimento e apropriação do modo de vida daqueles que, independentemente do seu estatuto social e da sua condição económica, representaram o elo de uma corrente - a mesma que só tomou forma porque cada elo esteve em dado momento no seu lugar, com maior ou menor bravura, maior ou menor sofrimento e espírito de sacrifício, mais ou menos propósito, simplesmente teve a nobreza e o dom, que mais não fosse, da sua própria existência… e creiam que à medida que vou envelhecendo, vou proporcionalmente tomando maior consciência da importância e necessidade de “genealogia” e “humildade” caminharem sempre de mãos dadas…”

__________________________________________________________________________ O Autor





Pina Pestana



Primeira Geração

      1. N Pina Pestana nasceu cerca de 1500, que segue.

  Certamente do tronco de Gil Vaz Pestana, Alferes-mór em Évora, que alguns autores fazem descendentes do lendário Giraldo Giraldes, mais conhecido por “Giraldo Sem-Pavor”. Ainda segundo os mesmos autores, seria o próprio Giraldo Geraldes descendente de Pestanas, uma família nobre, natural de Ferreiros de Tendais ou das suas imediações 1)

1) PINHO LEAL, Augusto Soares d`Azevedo Barbosa de, Portugal Antigo e Moderno, Lisboa, Livraria Editora Tavares Cardoso & Irmão, 2006 [1873], p.Tomo III, p. 90-91)


N Pina Pestana (provavelmente descendente de Diogo de Pina "Pestana?!", escudeiro, que foi casado com Beatriz Anes Boto e terão vivido em Évora pelos meados do séc. XV. Esse casal teve, pelo menos, uma filha chamada Isabel Pestana, que foi casada com Diogo Mendes, cavaleiro da Ordem de Santiago) casou com N (possivelmente de apelido Goes)

Terão vivido em Évora na Rua de Avis. Tiveram, pelo menos, os seguintes filhos:

+          2 M        i.  Roque de Pina Pestana, que segue.
               3 F        ii.  Lucrécia de Goes, que nunca casou e ainda se conservava viva em 1619 quando fez dote para que seu sobrinho-neto, Jerónimo Rodrigues de Goes Pestana de Pina, se ordenasse.


Segunda Geração

           2. Roque de Pina Pestana (N) nasceu cerca de 1525. Viveu em São Mamede e na Rua de Avis,  em Évora. Ainda existe em Évora a “Travessa do Roque de Pina”).
                               Tratou-se com escravos.
Roque casou com Maria da Mota.

Tiveram os seguintes filhos:

+          4 M        i.  Roque de Pina Pestana, que segue.
               5 F        ii.  Fabiana de Pina nasceu cerca de 1540.
Fabiana casou com Manuel Freire em 1563 em São Mamede – Évora, filho de Diogo Zeimoto e de Leonor Godinho.


Terceira Geração

      4. Roque de Pina Pestana (Roque de Pina Pestana, N) nasceu cerca de 1550. Foi mordomo do Hospital Real, em Évora, e almotacé. Viveu na Rua de Avis.
Roque casou com Vicência de Oliveira.

Tiveram, pelo menos, os seguintes filhos:

+          6 M        i.  Gregório Pestana de Pina, que segue.
               7 M       ii.  Jerónimo Rodrigues de Goes Pestana de Pina foi baptizado em 1595.
8 F       iii.  Mariana, baptizada na Sé de Évora em 1597.
9 F       iv.  Inocência, baptizada na Sé de Évora em 1600.


Quarta Geração

      6. Gregório Pestana de Pina (Roque de Pina Pestana, Roque de Pina Pestana, N) nasceu cerca de 1592. Foi Alferes-mór em Évora.
Gregório casou-se com Maria de Oliva.

Eles tiveram os seguintes filhos
               8 M        i.  Roque Pestana de Pina foi baptizado em 1626 em Santo Antão - Évora.

+          9 M       ii.  Vicente de Carvalhal e Pina foi baptizado em 1631 na Sé - Évora.


Quinta Geração

      9. Vicente de Carvalhal e Pina (Gregório Pestana de Pina, Roque de Pina Pestana, Roque de Pina Pestana, N) foi baptizado em 1631 na Sé - Évora. Casou em 1658 na Matriz de Redondo com Inês Camacho de Oliva (com geração tratada no Título “Carvalhal e Pina”, de Redondo).


_________

Sem comentários:

Enviar um comentário