Estudar as nossas raízes faz parte de um processo de autoconhecimento...

Estudar as nossas raízes faz parte de um processo de autoconhecimento...
Pretende-se que este blogue se materialize num importante contributo para o estudo das famílias do Alentejo, com especial incidência nas zonas de Borba, Estremoz, Vila Viçosa, Alandroal e Redondo.





“A genealogia não deverá tornar-se num processo dissimulado de busca obsessiva por gente nobilitada, socialmente distinta, mas antes como um veículo facilitador do conhecimento e apropriação do modo de vida daqueles que, independentemente do seu estatuto social e da sua condição económica, representaram o elo de uma corrente - a mesma que só tomou forma porque cada elo esteve em dado momento no seu lugar, com maior ou menor bravura, maior ou menor sofrimento e espírito de sacrifício, mais ou menos propósito, simplesmente teve a nobreza e o dom, que mais não fosse, da sua própria existência… e creiam que à medida que vou envelhecendo, vou proporcionalmente tomando maior consciência da importância e necessidade de “genealogia” e “humildade” caminharem sempre de mãos dadas…”

__________________________________________________________________________ O Autor





Amado

Por: Luís Projecto Calhau
_______



§ I

I - RODRIGO AMADO, n. Redondo, c.c. Catarina Dias, n. Redondo.
Tiveram:

1 (II) Manuel Rodrigues, n. Redondo, c.c. [13-10-1596 – Matriz Redondo] Mónica Charrua, n. Redondo, filha de João Charrua e de Luzia Rodrigues.


§ II

I – MANUEL AMADO, c.c. Margarida Brás, n. Redondo, f. 26.5.1595 Matriz Redondo.



§ III

I – PEDRO ANES AMADO, morador na Herdade da Calva – Redondo, f. 24.12.1605 Matriz Redondo. Casou com N e tiveram:

1 (II) Margarida Pires, c.c. Mateus Orvalho. Faleceu a 26.3.1608, sendo sepultada na igreja Matriz de Redondo.

2 (II) N, c.c. Domingos Fernandes, morador na Herdade da Sernadinha, “a quem mataram” em 13.9.1610. Foi sepultado na igreja da Matriz de Redondo.


§ IV

I – ANTÓNIO AMADO, c.c. Isabel Francisca, f. 16.3.1610 Matriz Redondo, sendo sepultada na igreja da Misericórdia.
Tiveram:

1 (II) – Pedro Amado, solteiro, f. 25.9.1607 Matriz Redondo. Enterrou-se na Igreja da Misericórdia da mesma vila.

2 (II) Inês, b. 23.5.1591 Matriz Redondo, assistindo como padrinhos Jorge do Rego e Ana Martins.


§ V

I – JOÃO DIAS AMADO [possível filho de Rodrigo Amado e de Catarina Dias] c.c. N, filha de Brás Martins, morador na vila de Redondo, na Rua de Montoito. Faleceu a 5.2.1609 e enterrou-se na igreja da Matriz da dita vila.

Possivelmente o mesmo “João Amado” que assistiu como padrinho, conjuntamente com Margarida Anes, a 20.5.1601 na Matriz de Redondo, no baptismo de João, filho de Baltazar Fernandes e de Maria Bentes.

__